Prêmio de Artes Plásticas Marcantonio Vilaça – 8ª edição

A Fundação Nacional de Artes – Funarte lançou, no dia 24 de julho, o Prêmio de Artes Plásticas Marcantonio Vilaça – 8ª edição. O edital tem como objetivo incentivar produções artísticas destinadas ao acervo das instituições museológicas públicas e privadas sem fins lucrativos; fomentar a difusão e a criação das artes visuais; fortalecer a memória cultural brasileira; e contemplar temas relevantes da sociedade contemporânea, novas linguagens e nova produção artística; além de permitir a acessibilidade aos bens culturais e o compromisso com a formação de público.

 

Serão premiados quatro projetos.

 

Acesse aqui o edital

 

O edital estabelece três módulos de premiação: no módulo I, R$ 100 mil. No módulo II, R$ 180 mil; no módulo III, R$ 270 mil (deduzidos os descontos legais).

 

Podem participar do processo seletivo pessoas físicas – individualmente, ou como representante de coletivo de artistas; e pessoas jurídicas de natureza cultural (sem fins lucrativos) – em nome próprio ou como representante de pessoa física.

 

Os interessados devem consultar o item 4 do edital sobre as condições de participação, vedações e mais detalhes.

 

As inscrições estarão abertas no período de 45 dias a partir do primeiro dia útil após a publicação da Portaria que institui o Edital no Diário Oficial da União – ou seja: de 27 de julho (segunda-feira), a 9 de setembro.

 

As inscrições deverão ser enviadas exclusivamente por meio postal, via Sedex – Os poponentes devem estar atentos às especificações de inscrição do item 6 do edital.

 

Cada proponente poderá inscrever quantos projetos desejar, podendo ser contemplado(a) em apenas um – exceto cooperativas; e associações “que abriguem diversos integrantes” (ver item 4.3).

 

Serão destinados ao edital 650 mil em prêmios e R$ 50 mil para custos administrativos, num total de R$ 700 mil reais, provenientes do Ministério da Cultura (Fundo Nacional de Cultura).

 

Mais sobre o edital

 

O Prêmio de Artes Plásticas Marcantonio Vilaça é direcionado ao fortalecimento de acervos de instituições culturais em todo o território nacional, ao favorecer a complementação de acervos de arte e sua exibição pública em instituições museológicas públicas e privadas, estimula a reflexão e a difusão das artes visuais, em geral. Com essa política pública voltada para a aquisição de acervo tem-se como resultado esperado o preenchimento das lacunas do envolvimento do Estado nesse setor como, também, as lacunas existentes nos acervos das instituições museológicas que carecem da produção artística contemporânea brasileira.

 

Fases do processo seletivo

 

Os projetos serão avaliados em três etapas:

  1. Habilitação – executada pela equipe técnica do Centro de Artes Visuais da Funarte, de caráter eliminatório;

  2. Avaliação por uma comissão de seleção, de caráter classificatório. A comissão será composta por seis membros, sendo um da Funarte e mais cinco especialistas, de conhecimento comprovado e notoriedade na área das artes visuais.

  3. Análise documental, de caráter eliminatório.

Mais informações sobre o processo e suas etapas nos itens 7,8,9, 10 e 11 do edital. Os critérios de seleção estão no item 10.

 

Mais informações
premio.mav2015@funarte.gov.br

ecavisuais@funarte.gov.br

 

Please reload

Destaque

COMUNICADO

November 12, 2019

1/5
Please reload

Recentes

November 12, 2019

September 5, 2019